Ninguém perde o que nunca teve: considerações jurídicas acerca da greve remunerada no serviço público civil

por Mateo Scudeler* O recente julgamento do Recurso Extraordinário nº 693.456/RJ pelo Pleno do Supremo Tribunal Federal – que chancelou o desconto proporcional dos dias de paralisação decorrentes de greves no serviço público –, tem sido encarado por diversos setores da sociedade, do funcionalismo e da mídia brasileiros como uma restrição injusta do direito de … Continue lendo Ninguém perde o que nunca teve: considerações jurídicas acerca da greve remunerada no serviço público civil